Etnia!

 A palavra “etnia” é derivada do grego  
ethnos, significando “povo” 
Esse termo era tipicamente utilizado para se referir a povos não-gregos, então também tinha conotação de “estrangeiro”. No posterior uso Católico-romano, havia a conotação adicional de “gentio”. A palavra deixou de ser relacionada com o paganismo em princípios do Século XVIII. O uso do sentido moderno, mais próximo do original grego, começou na metade do Século XX, tendo se intensificado desde então.

Fatores de Classificação

Língua etnia
A língua tem sido muitas vezes utilizada como fator primário de classificação dos grupos étnicos, embora sem dúvida não isenta de manipulação política ou erro. É preciso destacar também que existe grande número de línguas multi-étnicas e determinadas etnias são multi-língues.

Cultura etnia
A delimitação cultural de um grupo étnico, com respeito aos grupos culturais de fronteira, se faz dificultosa para o etnólogo, em especial no tocante a grupos humanos altamente comunicados com seus grupos vizinhos. Elie Kedourie é talvez o autor que mais tenha aprofundado a análise das diferenças entre etnias e culturas.

Geralmente se percebe que os grupos étnicos compartilham uma origem comum, e exibem uma continuidade no tempo, apresentam uma noção de história em comum e projetam um futuro como povo. Isto se alcança através da transmissão de geração em geração de uma linguagem comum, de valores, tradições e, em vários casos, instituições.

Embora em várias culturas se mesclem os fatores étnicos e os políticos, não é imprescindível que um grupo étnico conte com instituições próprias de governo para ser considerado como tal. A soberania portanto não é definidora da etnia, mas se admite a necessidade de uma certa projeção social comum.

A palavra etnia é usada muitas vezes erroneamente como um eufemismo para raça, ou como um sinônimo para grupo minoritário. Embora muitas vezes os dois conceitos estejam associados, a diferença entre ambos reside no fato de que etnia compreende os fatores culturais, como a nacionalidade, a afiliacão tribal, a Religião, a língua e as tradições, enquanto raça compreende apenas os fatores morfológicos, como cor de pele, constituição física, estatura, traço facial, etc.

Desta forma, um indivíduo negro, brasileiro e não-quilombola, pertence à etnia brasileira, surgida a partir do encontro das inúmeras culturas que povoaram o país, embora pertença à Raça negra. Um indivíduo pertencente aos Pancararus, povo indígena brasileiro, pode ser de raça ameríndia, negra ou de ambas, embora sua etnia (ou povo) será sempre a pancararu. Indivíduos de comunidades européias ou orientais isoladas do Brasil também costumam ser classificados ou mesmo se auto-definirem como da mesma etnia de seus ancestrais, mantendo hábitos e tradições típicas destes, ao invés das tradições do brasileiro comum. O mesmo já não costuma acontecer com os mesmos descendentes de europeus ou asiáticos que passam a residir em meio aos brasileiros comuns, em grandes metrópoles e bairros mistos, que embora sejam em geral de raça branca ou oriental, não se identificam com etnias européias ou orientais, mas sim com a brasileira.

Etnologia etnia
A palavra “etnia” é derivada do grego ethnos, significando “povo”. Esse termo era tipicamente utilizado para se referir a povos não-gregos, então também tinha conotação de “estrangeiro”. No posterior uso Católico, havia a conotação adicional de “gentio”. A palavra deixou de ser relacionada com o paganismo em princípios do Século XVIII. O uso do sentido moderno, mais próximo do original grego, começou na metade do Século XX, tendo se intensificado desde então.

Fatores de Classificação

Língua etnia
A língua tem sido muitas vezes utilizada como fator primário de classificação dos grupos étnicos, embora sem dúvida não isenta de manipulação política ou erro. É preciso destacar também que existe grande número de línguas multi-étnicas e determinadas etnias são multi-língues.

Cultura etnia
A delimitação cultural de um grupo étnico, com respeito aos grupos culturais de fronteira, se faz dificultosa para o etnólogo, em especial no tocante a grupos humanos altamente comunicados com seus grupos vizinhos. Elie Kedourie é talvez o autor que mais tenha aprofundado a análise das diferenças entre etnias e culturas.

Geralmente se percebe que os grupos étnicos compartilham uma origem comum, e exibem uma continuidade no tempo, apresentam uma noção de história em comum e projetam um futuro como povo. Isto se alcança através da transmissão de geração em geração de uma linguagem comum, de valores, tradições e, em vários casos, instituições.

Embora em várias culturas se mesclem os fatores étnicos e os políticos, não é imprescindível que um grupo étnico conte com instituições próprias de governo para ser considerado como tal. A soberania portanto não é definidora da etnia, mas se admite a necessidade de uma certa projeção social comum.

Grupos étnicos minoritários dentro do Estado
Tal como os conceitos de raça e nação, o de etnicidade desenvolveu-se no contexto da expansão colonial européia, quando o mercantilismo e o capitalismo promoviam movimentações globais de populações ao mesmo tempo que as fronteiras dos estados eram definidas mais clara e rigidamente. No século XIX, os estados modernos, em geral, procuravam legitimidade reclamando a representação de nações. No entanto, os estados-nação incluem sempre populações indígenas que foram excluídas do projeto de construção da nação, ou recrutam trabalhadores do exterior das suas fronteiras. Estas pessoas constituem tipicamente grupos étnicos. Conseqüentemente, os membros de grupos étnicos costumam conceber a sua identidade como algo que está fora da história do estado-nação – quer como alternativa histórica, quer em termos não-históricos, quer em termos de uma ligação a outro estado-nação. Esta identidade expressa-se muitas vezes através de “tradições” variadas que, embora sejam freqüentemente invenções recentes, apelam a uma certa noção de passado.

Os grupos étnicos às vezes são sujeitos às atitudes e às ações preconceituosas por parte do Estado ou por seus membros. No século XX, os povos começaram a discutir que conflitos entre grupos étnicos ou entre membros de um grupo étnico e o estado podem e devem ser resolvidos de duas maneiras. Alguns, como Jürgen Habermas e Bruce Barry, discutiram que a legitimidade de estados modernos deve ser baseada em uma noção de direitos políticos para sujeitos individuais autônomos. De acordo com este ponto de vista o estado não pode reconhecer a identidade étnica, nacional ou racial e deve preferivelmente reforçar a igualdade política e legal de todos os indivíduos. Outros, como Charles Taylor e William Kymlicka argumentam que a noção do indivíduo autônomo é ela própria um construto cultural, e que não é nem possível nem correto tratar povos como indivíduos autônomos. De acordo com esta opinião, os estados devem reconhecer a identidade étnica e desenvolver processos nos quais as necessidades particulares de grupos étnicos possam ser levadas em conta no contexto de um estado-nação.

Outros significados para grupo étnico
Também costuma-se utilizar o termo grupo étnico, em sentido mais estrito, ao conjunto de descendentes de determinada população, que aderiram e misturaram-se perfeitamente à cultura dominante de determinado país, a ponto de não mais pertencerem à etnia de seus pais, sem no entanto constituírem um novo povo.


fonte:http://www.achetudoeregiao.com.br/atr/etnia.htm

Anúncios
Esta entrada foi publicada em março 15, 2011 às 9:31 pm e está arquivada sob a cor da cultura, africa no brasil, cultura, diferença entre raça e etnia, editorial, educaçao, espelho, historia do brasil, origem grega, pesquisa, raça diferente.beleza. Guarde o link permanente. Seguir quaisquer comentários aqui com o feed RSS para este post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: