História da África contada nas escolas


Olá amigos do Etnia!Meu nome é Maria Clara, sou professora e especialista em História da África e hoje venho aqui compartilhar informações com vcs! Fui convidada a escrever e fiquei muito contente. Sempre tive o maior prazer em falar e aprender sobre a História da África.
Hoje gostaria de falar sobre o Jongo!

O Jongo concebido como uma forma de expressão poética, musical e coreográfica, praticado por comunidades localizadas na Região Sudeste que se identificam como herdeiras dos negros escravos.

Assemelha-se com outras danças pelo uso do tambor e pela prática da punga ou umbigada, mas possui características próprias. Na realização do jongo forma-se uma roda de dançarinos e em seu centro um solista (jongueiro) puxa os cantos (pontos), respondidos em coro pelos participantes.
É simplesmente uma linda dança, muito admiridada por quem a conhece, mas ainda não tão conhecida quanto deveria..

Hoje venho indicar dois documentários ótimos sobre o Jongo: “Expedições” e ” Jongos, Calangos e Folias”. Tive o prazer de passar os dois para meus alunos e garanto que o resultado é surpreendente!! Quem ainda não conhece e tiver alguma dificuldade de encontrá-los, faça contato e vamos disponibilizar umas cópias!
Somos ÚNICOS, Somos todos ETNIA BRASIL!!!







Fotos: Marta Medeiros

Anúncios
Esta entrada foi publicada em outubro 20, 2011 às 9:41 pm e está arquivada sob cultura popular brasileira, dança africana, dança do jongo, historia da africa, jongo. Guarde o link permanente. Seguir quaisquer comentários aqui com o feed RSS para este post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: